313297 9676

Noticia

Fiat Toro: Imagens Oficiais

Fiat Toro: Imagens Oficiais

Picape chega às lojas em fevereiro por R$ 70 mil

Uma picape com capacidade para levar até uma tonelada de carga e cinco pessoas a bordo com o conforto de um automóvel de luxo”, a definição da Fiat Toro pela fabricante é tão ousada quanto o design da picape, agora revelada por foto oficial – ainda que produzida digitalmente. É o esforço da Fiat para atrair os holofotes para a picape que só chega às lojas em fevereiro e conter o burburinho criado pelo lançamento da Renault Duster Oroch.

Nas palavras da Fiat, a Toro é uma Sport Utility Pick-ups (SUP), uma picape com o conforto e dirigibilidade de um SUV. A plataforma tem partes do Jeep Renegade e de outro Jeep maior que será lançado também em 2016 para substituir o Compass. A suspensão traseira será do tipo dual link na traseira e a capacidade de carga chegará a 1 tonelada na versão diesel. E ela será consideravelmente maior que a Oroch, que tem 4,69m de comprimento. Na Toro são 4,91m, 8cm menor que uma SsangYong Action Sports ou 34cm mais curta que uma VW Amarok.

Fotos da Toro dentro da fábrica da FCA, em Pernambuco, já haviam sido divulgadas por meio das redes sociais. Porém, agora a picape aparece em um ângulo que consegue favorecer suas linhas. Esta é da versão mais completa, Country, com LEDs diurnos como luz de posição, rodas aro 17″ e suspensão elevada. O para-choque dianteiro se destaca pela proteção prateada na parte inferior e pelos frisos cromados na grande tomada de ar que interliga os faróis.

A traseira, já conhecida, tem lanternas com prolongamento para as laterais que lembram a Strada. O que realmente chama atenção, porém, é tampa da caçamba. Dividida ao meio, terá até seis tipos de abertura: poderá ser aberta para baixo, como numa picape normal, ou para os lados, como numa geladeira double side. E cada movimento pode ser feito por uma das metades da tampa de forma independente.  Fontes ainda falam num sistema de prolongamento de caçamba interessante, mas que será opcional.

Motores do Renegade

Parte da plataforma é comum ao Renegade, os motores também. Só que o motor 1.8 E.torQ Evo da picape terá configuração mais potente, com 138cv ao invés de 132cv, enquanto o torque será aumentado dos 19,1kgfm para 20kgfm, mas usará apenas câmbio automático de seis marchas. Motor diesel é o 2.0 Multijet de 170cv. Ao contrário do Jeep, nem todas as versões diesel terão tração 4×4 e, além do câmbio automático de seis e nove velocidades, terá opção de manual de seis marchas – já pensando nas vendas para pessoas jurídicas.

Segundo o Carsale, a gama de versões começam pela versão Urban. Sempre com motor 1.8 e câmbio automático, terá equipamentos como ar-condicionado, auxilio de partida em rampa (HSA), computador de bordo, Isofix, direção elétrica, rádio com Bluetooth, rodas de aço aro 16″, vidros elétricos e volante com regulagem de altura e profundidade entre os principais equipamentos.

Em seguida vem a versão Adrenaline, com motor 1.8 flex ou 2.0 diesel com câmbio manual e tração 4×2. Soma à lista trocas de marcha no volante – que também recebe comandos do som -, banco do passageiro dianteiro dobrável e rebatível, controle de tração e estabilidade (ASR/ESC), controle eletrônico anti capotamento (ECR), faróis e lanterna traseira de neblina, luz diurna (DRL), iluminação de caçamba, rodas de liga leve aro 17″, sensor de ré e central Uconnect com tela de 5 polegadas.

A versão Coutry é que terá todas as configurações mecânicas, incluindo o motor diesel com câmbio manual e 4×4, e câmbio de nove marchas também 4×4. Soma ar-condicionado automático digital dual zone, câmera de ré com visualização no sistema Uconnect (este com GPS), controle eletrônico de velocidade em descidas (HDC), seletor de tração para 5 tipos de terreno (se 4×4), painel de instrumentos em TFT colorido de tela 7 polegadas, sensores de chuva e crepuscular, retrovisores externos rebatíveis e suspensão elevada.

Após atrasos no desenvolvimento, a previsão de início das vendas da picape está para fevereiro. E os preços devem começar em cerca de R$ 75 mil e passar dos R$ 120 mil, próximos do cobrado pelo Renegade.